30.12.06

Caos in Rio

Acordar e ler notícias sobre mais ataques no Rio durante a madrugada não é nada agradável. Mas o mais desagradável mesmo é viver numa cidade como essa! É saber que, em qualquer esquina, estamos sujeitos a encontrar algum selvagem disposto a nos tirar a vida de maneira tão covarde, tão imbecil, tão torpe quanto fizeram com essas oito - até agora - vítimas do incêncio no ônibus.
Nunca estive tão chocado quanto agora, com esses recentes episódios da violência que arrasa o Rio. Uma brutalidade que já mudou os planos pro meu Revéillon e que, honestamente, acaba por me fazendo achar sem sentido qualquer grande comemoração nessa virada. Comemorar o quê? A sorte de ainda não estarmos queimados no leito de um hospital? A sorte de não termos perdido, pelo menos por enquanto, nossos amores, nossos pais, nossos filhos para essa violência toda? Comemorar um ano novo de mais ataques, de mais balas perdidas, de mais cidadãos de bem pagando com a vida o preço da irresponsabilidade de alguns e da crueldade de tantos?
Não me interessa a razão dos bandidos. Não quero saber de milícias. Quero andar sem medo, quero fazer valer meu direito de ir e vir. Quero não achar normal tudo isso que está acontecendo, quero me indignar e cobrar dos responsáveis uma segurança decente. E lembrar que nós, cariocas "do bem" e turistas que tanto amam esse lugar tão especial; enfim, todos nós que por aqui estamos também temos direitos humanos. E que eles também devem ser respeitados...
Postar um comentário