14.1.07

Ói eu aqui...

Saudade do meu canto! Saudade danada de sentar diante de uma tela em branco e ver meus pensamentos ganhando vida...! E, claro, saudades dos comments dos amigos!
Os dias têm sido ótimos! Cansativos, é claro, mas de muita diversão também. Uma pauleira grande, muito aprendizado, e ótimas companhias. Sem falar na estranha sensação de estar ao lado - literalmente - da casa mais vigiada do Brasil! Sem falar que aquelas pessoinhas lá dentro, trancadas, acabam virando meio que tamagoshis mesmo: a gente desenvolve uma afeição estranha de explicar por todas elas, e passa a achar as bobagens mais triviais do ser humano relevantes - e engraçadas. Coisa de maluco!
No mais, só me resta agradecer. A Deus por ter me abençoado com essa sorte danada, de fazer o que me dá prazer de verdade e, ainda por cima, cercado por pessoas tão especiais quanto Fabi e Naila. Aos amigos, que entenderam meu período de quarentena e não acharam grosseiro o e-mail que enviei - pedindo para não me ligarem pela manhã...rs - e a todos os demais, que seguem torcendo por mim nessa e em todas as outras jornadas em que me meto. Aqui na Terra e lá no céu, como sei que fazem, juntinhos, meu pai e minha vó...
Postar um comentário