11.3.11

Coração estragado...

Às vezes sinto saudades da infância. Época boa, na qual a gente ama apenas os pais, não se vê sofrendo por ninguém, não se mete em histórias difíceis de solucionar e acha tudo incrível, colorido, lindo e doce como aquela bala gostosa que sempre dizem que estraga os dentes.
Mas aí a gente cresce e descobre que a pior espécie de cárie é aquela que estraga o nosso coração...
Postar um comentário