10.3.11

Como?

E vem a vida me dizer que é sem você que devo seguir daqui pra frente. Sem o que somos quando estamos juntos, sem a outra metade do que eu soube ser até aqui...
Como, hein?
Como fingir que não há essa dor e que essa parece uma derrota amarga demais de engolir? Como inventar uma vida nova sem você se só contigo ela parece ter graça e ser, de fato, vida? Como buscar o que eu era antes se acho que me tornei alguém bem melhor depois da existência do nosso nós?
Não tenho respostas. 
Não tenho você. 
Nem tenho um sorriso sequer pra inventar e deixar estampado em meu rosto...
Como, hein?
Postar um comentário