9.9.13

Sobre a morte de Champignon...

Sempre passo pelo Twitter antes de dormir. Geralmente, para ler amenidades da @diImabolada ou a coluna de TV do @flavioricco. Mais ou menos um hora atrás, cumpri meu ritual e me deparei, de cara, com um tuíte do @fefito, jornalista de São Paulo, citando uma notícia - então ainda não confirmada - sobre o suposto suicídio do músico. Choque!
O @fefito sugeriu que os interessados acompanhassem o facebook do Gui Toledo, que fazia um live feed sobre o assunto. Fiz isso e, infelizmenfe, a notícia foi se confirmando. Em poucos minutos. CBN, Folha de São Paulo, R7 e G1 soltavam a confirmação.
Conheço muito pouco sobre o Charlie Brown Jr. Mas sei o suficiente para imaginar que muita gente deve estar arrasada - ou ficará arrasada pela manhã, quando souber de mais essa morte. Que Deus possa confortá-los, assim como aos familiares e amigos do Champignon.
Do meu canto, fico pensando que a internet mudou radicalmente nossas formas de buscar os fatos. Mudou caminhos, estratégias, fontes. Mudou tudo! Só não mudou, em mim, essa sensação de espanto diante de uma notícia como essa.
Tristeza...
Postar um comentário